Mesa Redonda

Você me pergunta o que faz essa realidade existir ou não existir. Eu expando a pergunta para: O que faz sua imaginação existir ou não existir? O fato de você saber o que é um dragão o faz existir em sua cabeça, muitas vezes idênticos ao reais, mesmo sem nunca ter visto um. O plano e a cosmologia de Toril têm esse conceito como base, porém foram moldados baseados numa fonte de conhecimento infinito, o registro e por uma pessoa sem o fator tempo como problema, Martin.

Mas assim como um dragão imaginário causa apenas os danos ou benefícios imaginários, muitas vezes estes não correspondem com aquele real. Nosso julgamentos e noções estarão no caminho. Seu dragão mental pode ser cruel e impiedoso, enquanto o real pode ser apenas egoísta e mesquinho

Por que os Deuses nada fazem? É uma boa pergunta, mas que se insere no exemplo acima. Os Deuses de Toril, caso conheça ou queira conhecer sua história, são bem humanos, com emoções e fraquezas mortais. Natural, já que são o reflexo de uma criatura que tem todos estes traços. As Divindades “reais” seguem outras leis e de certa forma são bem diferentes das manifestações que conhecem. Seriam a plenitude de um aspecto de ideias, ou um conjunto de ideias. E seguem outras leis diferentes das leis mortais que basearam os ideais imaginários dos Deuses daqui. Eu particularmente acredito que estejam fazendo, mas à maneira deles. Que não é tão conhecida para nós.

Brutos: Se isso não afeta os deuses “que existem” por que deveriam se importar?

Isso os afeta. Uma alteração de tal tamanho não teria como não afetar. Como disse, as providências com certeza estão sendo tomadas, mas diferentemente do que costuma ser por aqui, os Deuses não tem a permissão de agir diretamente. As consequências de tal interferência são muitas vezes irreparáveis.

Qual a sua ideia de ação para tudo isso?

A princípio, saber o que aconteceu em Outlands. Para Sylla ter se manifestado por lá, foi uma necessidade extrema. Não sei bem se é devido a ela ser oriunda deste plano de vocês, mas Martin tem menos poderes sobre ela aqui, e ela em relação a ele por lá.

Além disso, precisamos também saber o que aconteceu com um outro grupo de aventureiros que já estava agindo, sem saber toda a verdade entretanto, que Sylla havia alterado os padrões deles

Finalmente, é preciso levar Abby até o Monstério de Agdul Thot, e informar os mestres monges de lá. O monastério é o local onde minha ordem se abriga

Por que você se incomoda com o que ele quer fazer?

Primeiramente porque vai contra o propósito de nossa ordem. Ele enlouqueceu e quer ter um controle sobre o destino de tudo e todos, e não se pode ser um Deus quando você não nasceu para tanto. Segundo porque os recentes acontecimentos me fizeram ver que existem muitas vidas em jogo. Se essa é uma realidade talvez descartável para Martin, o que pode ele vir a fazer no futuro? Você não deixaria suas ovelhas serem pastoreadas por um insano.

Por que o palco disso tudo será em “Outlands”?

Pelo menos a princípio, porque Martin está por lá, porque Sylla desapareceu ou pereceu por lá e para sabermos mais sobre o que ocorreu com o grupo já mencionado.

Como você pretende nos mandar para lá?

De posse do meu amuleto posso facilmente criar um caminho ou abrir um que já existe, como a Escada da Lua
Sylla morreu?

Não saberia lhe responder. Prefiro acreditar que não.

Alguém mais a ajudará?

Tenho certeza que os Monges de Agdul Thot, os residentes de Nova Dundren e a outra Escriba, Layla.

Por que Aby é tão importante? (não seja vaga)

Resumindo, Abby é descendente de uma raça de poderosos seres que foram extintos muitas eras atrás. Esses seres tinham um acesso instintivo à energia primordial, algo que daria origem futuramente aos magos e psiônicos, porém com a habilidade de manipular diretamente a Essência. Martin sabendo disso a sequestrou e mudou suas memórias, deixando-a aqui nesse plano para que pudesse estudar melhor a interação entre ela e o local

Sylla fez algo, pois Abigail foi morta, e a energia primordial está bem caótica na garotinha. Eu penso em leva-la a sala dos escribas no templo

__

Edkar: talvez não deveria usá-lo para as perguntas uma vez que ele possui informações diferentes, mas mesmo assim, lá vai
Os monges de Outlands e o antigo escriba Astom ficarão de qual lado?
Você está se aliando a Sylla?
Por que Sylla se juntou ao culto de Jubilex?
Quais são os deuses reais?
Qual a nossa conexão com tudo isso?
Como os escolhidos de Mystra, podem ser a solução para estes problemas?
Por que Martim teme tanto estes eventos que viu no arquivo?
Não seria mais facil formar uma nova ordem de escribas para combater a antiga?
Quando nós vindos de Abeir/Toril morremos vamos para onde?
Se somos fruto da imaginação de Martim e do poder do Arquivo, por que não podemos acessar esta fonte de poder livremente?

Mesa Redonda

Loucura e Magia - Obsessão Sophuz